SANTO ISIDRO DE PEGÕESCONTRASTES DE UM PATRIMÓNIO A PRESERVAR

SANTO ISIDRO DE PEGÕESCONTRASTES DE UM PATRIMÓNIO A PRESERVAR
Ficha técnica
Editorial:
EDIÇOES COLIBRI
Año de edición:
Materia
Historia
EAN:
9789727728770
ISBN:
978-972-772-877-0
Idioma:
PORTUGUES
Disponibilidad:
Inmediata: Entrega en 24/48 horas

8,24 €

A Junta de Colonização Interna, criada em 1936 pelo Estado Novo, tinha  por objectivo levar a cabo uma política de fixação rural à terra através de incentivos que viabilizassem a pequena agricultura familiar. Deste modo, cabia à Junta a execução dos planos de colonização interna que foram sendo definidos ao longo da década de trinta e retomados nos anos que se seguiram à guerra de 1939-45 (Isabel Costa Lopes). O Colonto de Santo Isidro de Pegões constitui um  testemunho interessante da nossa história do Século XX, sendo considerado o mais notável exemplo de uma experiência de reforma agrária e de povoamento do território empreendida, durante o Estado Novo, em Portugal. Trata-se de património arquitectónico e histórico-cultural que é, por si, uma mais valia que importa divulgar e preservar (A Presidente da Câmara Municipal do Montijo, Maria Amélia  Nunes)