NOVA ÁGUIA Nº 7 - 1º SEM. 2011 - FERNANDO PESSOA

NOVA ÁGUIA Nº 7 - 1º SEM. 2011 - FERNANDO PESSOA
Ficha técnica
Editorial:
ZEFIRO EDIÇOES
Año de edición:
Materia
Filosofia
EAN:
9789896770600
ISBN:
978-989-677-060-0
Idioma:
PORTUGUES
Disponibilidad:
Agotado

11,77 €

"FERNANDO PESSOA ""Minha Pátria é a Língua Portuguesa"" Nos 15 Anos da CPLP Para além de Fernando Pessoa, outros autores são abordados neste número da Nova Águia - nomeadamente, António Feliciano de Castilho, Carlos Queiroz e António Quadros, de quem publicamos um texto, ""Da língua portuguesa para a filosofia portuguesa"". Neste número, quisemos ainda homenagear Malangatana, recentemente falecido, dada a sua importância para a cultura lusófona. Para além das rubricas  habituais, publicamos ainda um longo ensaio de cariz pedagógico, bem como algumas recensões, a maior parte delas de títulos da Colecção Nova Águia, em que se publicaram já mais de vinte títulos (ver lista no final). Incluindo este número todos esses textos, mais alguns poemas - a Nova Águia tem sempre publicado poesia -, tivemos que sacrificar em parte a secção ""Minha pátria é a língua portuguesa"" (nos 15 anos da CPLP)"", apesar da importância do tema para nós - como  se pode ler no ""Manifesto da Nova Águia"", publicado no primeiro número da revista: ""Portugal não pode ser pensado fora da grande comunidade dos cerca de 240 milhões de falantes, em todo o mundo."" Alguns dos textos que não couberam neste número serão, contudo, publicados no próximo, cujo tema maior será: ""O Pensamento da Cultura  de Língua Portuguesa: nos 30 anos da morte de Álvaro Ribeiro."" Ensaio, poesia e outros temas A Águia foi uma das mais importantes revistas do início do século XX em Portugal, em que colaboraram algumas das mais relevantes figuras da nossa Cultura, como Teixeira de  Pascoaes, Jaime Cortesão, Raul Proença, Leonardo Coimbra, António Carneiro, António Sérgio, Fernando Pessoa e Agostinho da Silva. A Nova Águia pretende ser uma homenagem a essa tão importante revista da  nossa História, procurando recriar o seu "espírito", adaptado aos nossos tempos, ao século XXI, como se pode ler no nosso Manifesto. Inspirando-se na visão de Portugal e do Mundo de Teixeira de Pascoaes,  Fernando Pessoa e Agostinho da Silva, a Nova Águia assume-se como um órgão plural."

Otros libros del autor

NOVA ÁGUIA Nº 10 - 2º SEM. 2012 - LEONARDO COIMBRA
NOVA ÁGUIA Nº 6 - 2º SEM. 2010 - A REPÚBLICA: 100 ANOS DEPOIS
NOVA ÁGUIA Nº 8 - 2º SEM. 2011 - O PENSAMENTO DA CULTURA DE LÍNGUA PORTUGUESA
NOVA ÁGUIA Nº 9 - 1º SEM. 2012 - PORTUGAL DAQUI A 100 ANOS